Música de coração partido

Era uma festa de amigos, um bar no fundo de um corredor comprido. Todos bebiam, conversavam, dançavam, o aniversariante ria, radiante e amado.

Havia muito mais mulheres do que homens ali, elas eram as mais animadas, dançarinas, no centro do mundo. As músicas eram standards das pistas de dança de todos os tempos, todos conheciam as letras e tinham coreografias especiais.

Uma convidada tocava músicas do laptop sobre o balcão do bar. Ela escolhia uma música e ia para a pista dançar, pulava, bebia e voltava até o balcão para mandar a próxima. Em uma dessas voltas viu algo no outro canto do bar, parou, hipnotizada por segundos. O som parou e ela teve que mandar outra, voltou para a pista, mas dessa vez olhava insistentemente na mesma direção, onde um casal se beijava.

Ela dançava sem tirar os olhos da cena, era como se seu corpo girasse e a cabeça estivesse fixa, seu rosto apontando sempre para o mesmo lugar. O sorriso já não era o mesmo, mas ela se esforçava para parecer ainda estar se divertindo. E ela corria para o balcão para trocar as músicas, e as músicas agora diziam coisas que ela queria dizer.

E ela só podia dançar e tocar músicas, mas ela queria mesmo tocar o coração de alguém.

Publicado em contos femininos | 2 Comentários

Contemporâneas

Escolhia a temperatura da água da lava roupas de acordo com o tempo.

Publicado em contos femininos | Deixe um comentário

O gosto real das coisas

Trazia consigo certas manias e preferências, umas herdadas de amantes passados. De um trouxe o amor pelo time, de outro o amor pela arte, e aquele a ensinou a gostar de velejar, e também que era melhor remover os pelos que caminhavam errantes entre seu umbigo e sua virilha. Este morreu, mas é lembrado sempre que ela raspa os pelos da barriga no banho.

Teve um outro que a ensinou a temperar saladas: primeiro o sal, e então o azeite o espalha sobre os vegetais, deixando tudo uniformemente salgado.

Anos depois foram almoçar juntos. Conversaram sobre suas vidas, cada um contando sobre si e querendo saber sobre o outro. Como você está? Era a pergunta na cabeça de ambos: algo havia mudado? Você ainda é você?

E a salada chegou. Duas pequenas porções individuais. Ela olhou sobre a mesa, automaticamente procurando o sal que não encontrava. Ele colocou azeite na salada. Azeite na salada! “Cadê o sal?”, ela meio que se perguntou em voz estranhamente mais alta.

“Está aqui”, ele ofereceu o pote com pequenos envelopes que estava atrás do azeite e do vinagre. “Eu não como mais sal, prefiro sentir o gosto real das coisas.”

Publicado em contos femininos | Deixe um comentário

Compre agora / Buy now

Abrir imagem / Open image

Selecionar gênero / Select gender

Localizar feições / Locate faces

Aguarde enquanto sua imagem é retocada / Wait while your image is retouched

Editar foto / Edit photo

Mulher 35-45 glamourosa / Glamorous 35-45 woman

Melhorar aparência / Better looking

Remover rugas / Remove wrinkles

Olhos Maiores / Bigger eyes

Clarear olhos / Clarify eyes

Encurtar nariz / Shorten nose

Reduzir queixo duplo  / Reduce double chin

Alisar e engrossar cabelo / Smooth and thicken hair

Clarear cabelo / Lighten hair

Branquear dentes / Whiten teeth

 >> Compre agora <<

  >> Buy me now <<

Publicado em minhas coisas | Deixe um comentário

Aparências

Gostava de mandar, e de ser obedecida. Tirana louca e egoísta, era assim que queria ser conhecida.
Mas ninguém acreditava, amava crianças, e era boa com os animais.
Publicado em contos femininos | Deixe um comentário

As novas gerações e o amor

Ele, seis ou sete anos. Ela, na altura dos três. Primos, amigos, brincam juntos no restaurante da família.

Estão próximos do balcão de café. Ele acuado, encostado no guarda-corpo da escada, braços abertos como asas, para alçar vôo. Ela o olha, estranhando o comportamento arredio.

Ele reclama para a mãe:

– Não posso chegar perto de pirulito.

Ela lambe o doce, bem maior que sua boca.

Publicado em contos femininos | Deixe um comentário

She’s not the girl…

Publicado em artistas, videos e filmes | Deixe um comentário